Torna-se necessário alterar, modificar e melhorar a sociedade. É preciso renovar opiniões e ideias. Pois vivemos em constante mudança. É preciso que haja A Revolta das Ideias. Ah e não se esqueçam que os vossos comentários são muito importantes
Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007
Quis saber quem sou

 

A notícia: http://tek.sapo.pt/4M0/769988.html

 

- Caros telespectadores, aproveitem esta fenomenal redução de preço deste magnífico tv plasma, por apenas 1499,99 dólares. Liguem directamente para o número em baixo ou acedam ao nosso site – acabava de anunciar o bem constituído apresentador/modelo.

No botão off do telecomando carregou depois Gerry Anton.

            - ‘Tava a ver que não tinham um sitezito, para faze a compra. Vamos lá ver quem vai ser hoje a alma caridosa que me vai oferecer este novo tv plasma.

            Gerry sabia perfeitamente onde aceder e o que fazer para comprar coisas novas, usar o dinheiro dos outros. E assim foi, começou por aceder as plataformas das redes P2P e escolher, vasculhando alguém que não se importasse de lhe pagar este pequeno presente.

            - Sra Catherine Parker, não. Sr George Saks, hoje não, utlizas Visa. E eu hoje quero MasterCard. Cá está, Sra Lisa Farrel. Como vai minha querida? Óptimo!

            Encontrada a ilustre persona, foi rápido encontrar o número do cartão, o número de segurança do cartão, a morada de casa, do trabalho. Tudo ali ao alcance de dois cliques. Toda a vida de uma pessoa. As compras que fazia, os sites que visitava, os emails que tinha., com quem falava.

            - Uma prenda para mim, Sra? Oh muito grato. É muito cara, tem a certeza? Ok, ok, se faz questão?

            Feito. Dentro em breve receberia em casa, na sua cómoda casa, um novíssimo tv plasma, oferecido pela Sra..., ah isso não interessa.

            - Querida ainda bem que chegaste. Sabes quem ligou aqui para casa? A minha tia do Texas, disse que nos ia oferecer um tv-plasma, novo. Acreditas?

           

Gerry Anton fazia este tipo de hacking já há quase 2 anos, fazendo em média uma ou duas compras por mês, mas nestes últimos meses tinha passado mais tempo em casa e já fazia uma ou duas compras, mas por semana. Acabou por ser despedido do gabinete de informática para o qual trabalhava, pois faltava constantemente. Neste momento era capaz de passar um dia completo a vasculhar a identidade de uma determinada pessoa. Saber o que ela diz, escreve e faz. E isto durante dias a fio.

            Passadas duas semanas da compra do tv plasma, recebe visitas.

            - Polícia, sr!

            - Então senhores agentes, por cá?

            - É verdade, gostaríamos falar com o sr. Gerry Anton!

            - Ah é engano, aqui não mora ninguém com esse nome.

            - Tem a certeza? Temos aqui um mandato de detenção e buscas ao sr. Gerry Anton, que vive na Av. Charles Logan, nº 17. Portanto estamos no sítio certo e na casa certa, também confirmada pela sua caixa de correio.

            - Não, deve haver aqui qualquer engano. Eu chamo-me George Saks e vivo na avenida 11 de Setembro, em New York, nº 6, 3º direito.

            - Ok. Srs agentes prendam aqui o Sr... este senhor – anunciou aos companheiros, o comandante.

            - Querida estão a levar-me, cuida do rapaz! - gritou por fim Gerry.

 

            Já na esquadra e depois de Gerry ter sido interrogado por um agente e um psicólogo, o comadante queria saber o que se passava afinal ali. Nas buscas não encontrou qualquer mulher dentro de casa e nem sinais de qualquer criança. Pensou que ele talvez tivesse enlouquecido e matado a mulher e o filho.

            - Não, chefe, ele é solteiro e ao que conseguimos apurar não tem qualquer filho – disse-lhe um outro agente. – Ao que sabemos George Saks foi uma das vítimas burladas por Gerry Anton. Esse sim, casado e com um filho.



publicado por rui_amaral às 18:27
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De gmsmc a 12 de Setembro de 2007 às 20:09
Sou decerto burro como uma porta; não percebi nada.


De rui_amaral a 12 de Setembro de 2007 às 23:13
lol
Não te preocupes, que nem eu próprio percebo mto bem.
Foi uma ideia (infeliz, talvez) que me surgiu.


Comentar post

eu
Concordo Plenamente
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar" Helena Vaz da Silva
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Ele há coisas...

Solução para a falta de á...

Internet: Reflexão (II)

Internet: Reflexão

Ambiente Musical

Tributo a José Rodrigues ...

Lentamente

Não sei se rie, não sei s...

Quis saber quem sou

Prisões sub-21

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Perdidos
Free Web Site Counter
Free Counter
subscrever feeds