Torna-se necessário alterar, modificar e melhorar a sociedade. É preciso renovar opiniões e ideias. Pois vivemos em constante mudança. É preciso que haja A Revolta das Ideias. Ah e não se esqueçam que os vossos comentários são muito importantes
Terça-feira, 15 de Maio de 2007
Miguel Sousa Tavares: e um bocado de lucidez, não?


Numa 3ª feira atrás, num Jornal Nacional (TVI), como sempre o comentador de serviço é Miguel Sousa Tavares, e este quando questionado sobre a nova lei anti-tabaco, este jornalista e opinion-maker, insurgiu-se de tal maneira com ela, e com a Lurdes Baeta também, que pensei que estava a cair o Carmo e a Trindade em pleno estúdio da TVI.
Pois bem, este senhor comentador acha patético e até um atentado à liberdade das pessoas, a proibição de se fumar em cafés, bares, discotecas, hospitais, restaurantes, repartições públicas, etc., pois é-lhe retirado um bem muito precioso e um prazer onde quase se atinge o nirvana, o facto de não se poder fumar num local como um restaurante e até num hospital.
Mesmo aqui, Miguel Sousa Tavares, acha intolerável que numa situaçãograve de doença de um familiar, não seja permitido fumar no hospital, pois os familiares se encontram num nervosismo e stress intensos e não podem descomprimir ali com um cigarrito. Será que os hospitais não têm saídas para o exterior?!
Mas, na minha opinião, o climax destas declarações foi atingido quando interpelado por Lurdes Baeta sobre se acha bem quando os pais vão com os seus filhos ao restaurante, estes sejam obrigados a levar com o fumo do tabaco, Miguel Sousa Tavares defende que as crianças é que deviam lá não estar. Em vez de se proibirem os fumadores é preferível proibir as crianças de entrarem em restaurantes. Sobre estes, gostaria que fosse tomada a mesma medida que em Espanha, ou seja, seriam os proprietarios dos estabelecimentos a decidirem se queriam ou não que se fumasse lá. Porém esta medida está a ter resultados ineficazes.
Em suma, para Miguel Sousa Tavares é inconcebível que se proiba de fumar em certos locais, pois não deve achar que prejudiva a saúde e o bem-estar dos outros.
Ah, e a propósito das crianças nos restaurantes, ainda diz que considera uma falta de civismo e de respeito para com os outros levar os mais novos a jantar fora, pois são muito incomodativos.
Haja paciência para tanta incoerência.


publicado por rui_amaral às 13:53
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



eu
Concordo Plenamente
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar" Helena Vaz da Silva
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Ele há coisas...

Solução para a falta de á...

Internet: Reflexão (II)

Internet: Reflexão

Ambiente Musical

Tributo a José Rodrigues ...

Lentamente

Não sei se rie, não sei s...

Quis saber quem sou

Prisões sub-21

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Perdidos
Free Web Site Counter
Free Counter
subscrever feeds