Torna-se necessário alterar, modificar e melhorar a sociedade. É preciso renovar opiniões e ideias. Pois vivemos em constante mudança. É preciso que haja A Revolta das Ideias. Ah e não se esqueçam que os vossos comentários são muito importantes
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007
José Saramago: O mago da literatura





















Para mim ser contemporâneo deste senhor é um grande motivo de orgulho e de honra. E não estou a exagerar. Ele é escritor, filósofo, comentador político e teve como primeira profissão a de serralheiro mecânico.
Vindo de famílias humildes, da Azinhaga, no Ribatejo, José Saramago passou já na adolescência a viver em Lisboa, por lá ficou. Concluiu os estudos, começou a trabalhar em serralharia e foi-se integrando na classe literária através de diversos jornais.
Actualmente vive em Lanzarote, nas Canárias, depois dum incidente com um Minsitro da Cultura.
É autor de cerca de 45 obras literárias, desde o romance, à poesia e ao teatro. Atingiu o seu apogeu quando em 1998 foi distinguido com Prémio Nobel da Literatura.
Já tive a oportunidade de ler 4 livros dele e em breve falarei sobre eles.
Não o conheço pessoalmente, mas penso que em breve terei essa oportunidade.
Pelo que já fez é e será uma das grandes individualidades mundiais do séc. XX e início do séc. XXI.
É dono e senhor de uma escrita invulgar, que alguns a consideram muito cansativa e com bastante ausência de pontuação. Mas na realidade apresenta uma maneira diferente de fluência, mas que com o hábito qualquer leitor adapta-se com facilidade ao seu ritmo.
Espero que continue a publicar enquanto puder, pois a literatura nacional precisa dele.
Quem ainda não teve oportunidade de ler alguma obra, que o faça, impreterivelmente.
Bem haja, José Saramago.


publicado por rui_amaral às 21:25
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



eu
Concordo Plenamente
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar" Helena Vaz da Silva
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Ele há coisas...

Solução para a falta de á...

Internet: Reflexão (II)

Internet: Reflexão

Ambiente Musical

Tributo a José Rodrigues ...

Lentamente

Não sei se rie, não sei s...

Quis saber quem sou

Prisões sub-21

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Perdidos
Free Web Site Counter
Free Counter
subscrever feeds