Torna-se necessário alterar, modificar e melhorar a sociedade. É preciso renovar opiniões e ideias. Pois vivemos em constante mudança. É preciso que haja A Revolta das Ideias. Ah e não se esqueçam que os vossos comentários são muito importantes
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007
José Saramago: O mago da literatura





















Para mim ser contemporâneo deste senhor é um grande motivo de orgulho e de honra. E não estou a exagerar. Ele é escritor, filósofo, comentador político e teve como primeira profissão a de serralheiro mecânico.
Vindo de famílias humildes, da Azinhaga, no Ribatejo, José Saramago passou já na adolescência a viver em Lisboa, por lá ficou. Concluiu os estudos, começou a trabalhar em serralharia e foi-se integrando na classe literária através de diversos jornais.
Actualmente vive em Lanzarote, nas Canárias, depois dum incidente com um Minsitro da Cultura.
É autor de cerca de 45 obras literárias, desde o romance, à poesia e ao teatro. Atingiu o seu apogeu quando em 1998 foi distinguido com Prémio Nobel da Literatura.
Já tive a oportunidade de ler 4 livros dele e em breve falarei sobre eles.
Não o conheço pessoalmente, mas penso que em breve terei essa oportunidade.
Pelo que já fez é e será uma das grandes individualidades mundiais do séc. XX e início do séc. XXI.
É dono e senhor de uma escrita invulgar, que alguns a consideram muito cansativa e com bastante ausência de pontuação. Mas na realidade apresenta uma maneira diferente de fluência, mas que com o hábito qualquer leitor adapta-se com facilidade ao seu ritmo.
Espero que continue a publicar enquanto puder, pois a literatura nacional precisa dele.
Quem ainda não teve oportunidade de ler alguma obra, que o faça, impreterivelmente.
Bem haja, José Saramago.


publicado por rui_amaral às 21:25
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



eu
Concordo Plenamente
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar" Helena Vaz da Silva
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Ele há coisas...

Solução para a falta de á...

Internet: Reflexão (II)

Internet: Reflexão

Ambiente Musical

Tributo a José Rodrigues ...

Lentamente

Não sei se rie, não sei s...

Quis saber quem sou

Prisões sub-21

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

subscrever feeds